O ser humano tratado integralmente

O ser Humano tratado integralmente  em Cambuquira:

 

 

A tarefa de cuidar do Homem, incumbência daqueles que se dedicam à Medicina e demais áreas da Saúde, torna-se um ofício sagrado quando é exercido objetivando além da cura das doenças orgânicas, a solução para os problemas que afligem o Ser Humano e que podem interferir em seu bem estar e impedi-lo de gozar uma vida plena. O conhecimento das obras de nossos antepassados históricos demonstra isso de forma muito evidente.

Como a cidade a qual nos referimos trata-se de Cambuquira - MG, berço de sábios médicos, torna-se desnecessário citar exemplos históricos dos primórdios da Medicina no mundo, onde há milênios nos mais antigos e remotos continentes já existia a visão holística que relacionava o funcionamento dos órgãos com o meio ambiente e com o modo de vida Humano. Já em meados da década de 50, os médicos Thomé Brandão e Manoel Brandão, pai e filho ,ocupavam-se da nobre missão de estudar essa cidade sob seus aspectos históricos e geográficos utilizando-se de tais conhecimentos para a cura das doenças que afligiam o corpo humano, numa época em que os recursos terapêuticos sequer comparavam-se aos que hoje existem.Essa afirmativa evidencia-se de forma mais clara e minuciosa no livro “Cambuquira –Estância hidromineral e Climática” de autoria desses ilustres médicos, dos quais essa estância deve orgulhar-se  pelo caráter extremamente científico dessas obras e mais ainda pelo carinho e desapego dedicados à promoção da saúde de sua população.

Novos tempos, antigos problemas, novos avanços da ciência e...antigas fórmulas para soluções atuais. A Medicina moderna retorna a um conceito antigo de visão integral do Homem através da Medicina de Família, recentemente implantada no Brasil pelo Ministério da Saúde em parceria com as Prefeituras Municipais de todos os Estados da União.

Os conhecimentos científicos que hoje nos são oferecidos através do estudo da Medicina, Antropologia, Geografia, História, Sociologia, Teologia e Ecologia estão bastante à frente daqueles disponíveis em épocas remotas, o que nos oferece uma quantidade maior (associada a uma melhor qualidade) de dados que podem ser utilizados na cura do Homem como um todo, bem como na sua inserção em seu meio de forma saudável.

Para que haja saúde do corpo necessariamente há de haver saúde da mente e ambos devem estar inseridos em uma sociedade fraterna e igualitária, partilhando corpo e mente, uma natureza viva e protegida, frutos de uma cidade saudável.

Há de haver mente sã em corpo são para que nesse templo possa habitar um espírito santo e então grupos humanos possam conviver lado a lado livremente e em perfeita harmonia, em uma cidade de anjos, os anjos de Deus.

Saúde Pública

 

 Os problemas de saúde pública de qualquer cidade não diferem do contexto de seu Estado e de sua Nação, embora possam, por vezes, ter aspectos peculiares. A saúde tem sido uma das prioridades da atual administração pública, o que possibilita uma maior atenção às necessidades básicas da população, promovendo assim justiça social e contribuindo para que Cambuquira torne-se cada vez mais uma cidade saudável.

Dentre os programas de saúde publica em funcionamento, destacam-se os seguintes:

        

        Programa de saúde da Família 

        Ambulatório de Especialidades

        Pronto Socorro 24 horas

        Medicina Comunitária

        Atendimento médico domiciliar

        Atendimento médico-pediátrico em escolas da rede pública.

        Ambulatório de psicologia( psicologia comunitária ).

        Vacinação de crianças e idosos.

        Vigilância sanitária.

        Remoção de pacientes 24 horas.

        Atendimento médico em asilos de idosos.

        Atendimento médico a alcoólicos e tabagistas(terapias de grupo)

        Fisioterapia à nível ambulatorial e domiciliar.

        Fisioterapia em asilos de idosos.

        Assistência Social à desnutrição infantil.

        Vigilância do Conselho Tutelar da criança e do adolescente aos casos de desnutrição infantil.

        Farmácia básica do SUS.

Alguns projetos alternativos de indicação social estão ainda em estudo quanto à sua implantação no serviço de Saúde Pública de Cambuquira. São eles:

Medicina Fitoterápica:

 Ainda em desenvolvimento pela farmacêutica Camila Ferreira de Oliveira Souza, o projeto de Fitoterapia Social no qual fórmulas medicinais de preparo doméstico, cuja indicação e efeitos estejam cientificamente comprovados por vasta revisão bibliográfica (excetuando-se plantas ainda em estudo) seriam incorporados como coadjuvantes no tratamento de doenças específicas. È o caso do uso da berinjela nos casos de hipercolesterolemia.

Medicina Crenoterápica:

 

Uso das águas ferruginosas em escolas de rede pública na prevenção de anemias por carência de ferro e na complementação da oferta de cálcio, imprescindível para a formação dos dentes e dos ossos. Também verifica-se a possibilidade do uso dessas águas a nível domiciliar nos casos comprovados de desnutrição infantil.

As águas mineromedicinais estão posicionadas entre os medicamentos auxiliares, ou seja, de ação sempre coadjuvante e complementar, nunca substituindo as modernas terapêuticas medicamentosas.

Turismo Terapêutico

 

“Presta-se Cambuquira admiravelmente à cura de ar (ou cura livre, ou ainda de passeio) porque reúne uma série de condições satisfatórias e desejáveis, inclusive a sua exuberante floresta, seus campos e suas montanhas, que convidam principalmente nas belas manhãs de inverno, à prática da marcha”.

“Como clima de montanha de média altitude, ele responde pelas reações de fraca amplitude, ambiente apropriado ao bom funcionamento orgânico e condições excepcionais de salubridade”.                                                (Thomé Brandão e Manoel Brandão- 1958 )  

 

    O médico bom é abençoado por Deus e como tal, ama seus semelhantes e a natureza do planeta em que vive. Já nos idos de 1958 os médicos Thomé Brandão e Manoel Brandão declaram em seus escritos e publicamente o amor que tinham por sua terra. Estudaram a Geografia, a Biologia e o clima de Cambuquira utilizando tais conhecimentos para proceder a cura dos males de seu tempo. Já nessa época preocupavam-se com a Ecologia e a proteção ambiental antes mesmo que fosse modismo entre os mais jovens. Atualmente a bióloga Fernanda Brandão (filha de Maria Helena Brandão e neta de Manoel Brandão) desenvolve um estudo sobre a fauna e flora de Cambuquira, preservação dos micro-climas da mata do Parque das Águas, e das metas de proteção ambiental dessa cidade.

Medicina Ecológica

  Algumas definições de Ecologia:

1ª) Estudo das relações ambientais dos organismos vivos.

2ª) Estudo das relações dos seres vivos entre si e com o meio em que vivem, em condições de perfeita adaptação.

3ª) Estudo das condições de equilíbrio da Biosfera e das suas relações com a Geosfera.

4ª) Estudo do grupo territorial natural, no conjunto de suas relações com o meio geográfico e das condições de vida social.

5ª) 0 Parte da Biologia que estuda a estrutura e o desenvolvimento das comunidades humanas e suas relações com o meio ambiente e sua conseqüente adaptação a ele, assim como novos aspectos que os processos tecnológicos ou o sistema de organização social possam acarretar para as condições de vida do ser humano

6ª) Diz A.R. Batista (JAMB, Agosto de 1977) que talvez o maior mérito da palavra ecologia (do grego “oikos”, moradia) tenha sido o de sintetizar, em um só termo, as diversificadas preocupações atuais em confronto com os problemas globais do planeta.

            (IN: Medicina Hidrológica, de autoria do médico Benedictus Mário Mourão)

O manifesto mundial doTermalismo ( da Toja, Espanha, aio de 1975) da sociedade Internacional de Técnica Hidrotermal, propõe em seu primeiro parágrafo que:

"Os recursos termais e hidrominerais da natureza pertencem a toda a humanidade."  

“Não é possível defender os bens da natureza sem criar no povo a consciência ecológica. Devemos criar o sentimento de respeito às coisas naturais desde a infância, para desenvolver ao homem o amor das águas, das plantas e dos animais. O brasileiro inexplicavelmente é dendrófobo.

A presença da árvore é benfazeja, oferecendo à humanidade o oxigênio, a clorofila, o ozônio, o filtro natural contra o veneno da poluição. Derrubar uma árvore é patifaria e crime.”

                                                                            Geraldo Mello Mourão

( IN: Medicina Hidrológica, capítulo xvii: Ecologia como fator  psicossomático de cura, de Benedictus Mário Mourão)

  “Toda a Medicina é ecológica, a Ecologia é médica. A Medicina, em certo sentido não é nada mais do que uma ecologia aplicada, mas aplicada ao Ser Humano.”

                                                              ( Benedictus Mário Mourão)

“Poucas são (as fontes) nestas condições, na verdade, e por essa mesma razão mais carecedoras de desvelados cuidados a fazer-lhes sobressair os naturais predicados.

Riquezas são inestimáveis, mas ainda não bem compreendidas no seu valor...

...Porque desprezar-se em tanto uma riqueza (as fontes), talvez maior, carecedora de mais cuidados por parte dos que administram  nações e países? ...

Que o seu valor para uma nação não é de somenos importância, representando elas, - as fontes hidrominerais –mananciais aonde se vão restaurar refundindo energias perdidas ou gastas, organismos enfermos, depauperados ou esfalfados.

 (...)

À parte as últimas captações, mais modernizadas, as mais antigas não sofreram quaisquer revisões, apesar de inúmeras vezes ter sido chamada a atenção de quem de direito para essa necessidade de defesa das nossas fontes sul-mineiras”.

(Trechos do livro “Cambuquira-Estância Hidromineral e Climática” de autoria dos médicos Thomé Brandão e Manoel Brandão)

 

 

    Uma questão antiga que há muito preocupava os médicos Thomé e Manoel Brandão e permanece ainda por ser solucionada  refere-se à proteção da floresta do Parque das Águas e à recaptação de algumas fontes. Uma cidade procurada pelo potencial curativo de seu clima e suas águas, não pode sobremaneira descuidar-se da questão ecológica. Isso seria paradoxal e ainda mais, um crime, já que suas riquezas naturais são um patrimônio da Humanidade.

 

 

“ Que o céu ilumine aos dirigentes responsáveis pela solução desse problema penitenciando-se pela demora em acudir aos anseios de uma natureza tão pródiga em favores a este solo privilegiado, e que há milênios os oferece a sede dos necessitados!”

                                       Thomé Brandão e Manoel Brandão

 

 

   Muitos índios nativos do Brasil morreram por doenças trazidas pelos brancos europeus, principalmente pelas viroses. Hoje (2001) são os vírus das florestas (Sabiá, Rocio, Hantavirus, Fábrea, Flechal, Amapari, Ebola, Pinhal, Arbovirus, Arenavírus, etc.) que ameaçam e por vezes matam letalmente e sem possibilidades terapêuticas, os homens brancos que ainda insistem na profanação e destruição desses patrimônios naturais do planeta.

   Nas cidades sul - mineiras ainda são encontradas matas nativas que apesar de protegidas por leis ambientais, estão sendo aos poucos destruídas por inescrupulosos comerciantes de madeira, lenhadores e construtores de complexos industriais ou de moradia. O desmatamento ilegal leva à destruição de ecossistemas existentes há séculos e à consequente extinção de alguns deles,além de contribuir par o fim de mananciais de suma importância ao meio ambiente e à vida humana.

   Outro fator que deve ser observado é a questão relativa à poluição da Bacia Hídrica por esgotos sem tratamento, deposição de lixo as margens de córregos e rios bem como às descargas industriais contendo poluentes químicos. As estâncias hidrominerais devem por bem unir - se no intuito de promover as ações de vigilância ecológica antes que suas águas ao contrário de curativas, tornem-se nocivas ao consumo humano. Reciclagem do lixo e tratamento adequado de tudo o que for lançado nos rios são questões sérias e urgentes!

 

“A terra não pertence ao Homem

O Homem pertence à terra

O que acontecer a terra

Recairá sobre os filhos da terra”

                             Cheffe Seatle

Medicina Climática

  Geralmente verificareis que à natureza pois,correspondem a forma do corpo e as disposições da alma...Tudo que a terra produz è conforme a própria terra.

                        ( Hipócrates- “ Os ares, as águas e os lugares”)

A técnica climatoterápica  tem por fim:

1)     Subtrair o doente de todo meio atmosférico predisponente às inflamações simples ou microbianas do aparelho respiratório.

2)     Transportar o doente de um clima que lhe impõe vida sedentária e confinada, conseqüentemente debilitante, para um clima onde, sem dificuldade de providência atmosférica, possa viver livre, ao ar e ao sol.

3)     Transportar o individuo do seio das populações densas, de ambientes viciados, para uma região sem aglomerações urbanas, nem infecções do ar respirável.

4)     Colocar o doente em clima complementar, isto é, da mesma fórmula metereológica, mas melhorada pelos outros fatores climáticos, para que os efeitos da aclimatação não produzam um desequilibrio orgânico brusco.

5)     Propor ao paciente, além da mudança de clima, a mudança de existência.

6)     Manter o doente em clima favorável, até a cura absoluta ou relativa.

                                                                            (F. Lalesque)

Indicações da cura climática em Cambuquira:

·        Aumento da função respiratória: aumento da amplitude dos movimentos da caixa torácica devido à rarefação do ar, resultando em mais energia na ventilação pulmonar, dando vida e trabalho a todos os alvéolos. Nos climas secos como o dessa cidade e em virtude também da ingestão hídrica aumentada, acentua-se também a exalação do vapor d`água pelo pulmão e conseqüente mobilização de secreções. O clima ainda favorece o abandono do tabagismo.

·        Tratamento dos distúrbios fóbico-ansiosos: a tranqüilidade da cidade e conseqüente diminuição dos fatores de estresse,são fundamentais ao processo de restauração do equilíbrio psíquico. Há influência dos fatores atmosféricos dos climas de altitude sob o sistema nervoso, havendo ação sob centros nervosos superiores. O clima de Cambuquira exerce atividade estimulante nos meses mais secos e nos mais úmidos, exerce ação antagônica, ou seja, calmante.

·        Hipertireoidismo: Como descrevem alguns autores antigos da cidade, há um efeito benéfico da altitude no metabolismo dos portadores de hipertireoidismo, com atenuação dos sintomas clínicos.

·      Desnutrição e inapetência infantil: o aumento na produção das células vermelhas do sangue é iniciado quando se está em uma estância climática de altitude. A este fator soma-se o uso das águas ferruginosas e o aumento do apetite que se verifica nesta estância, em parte pelo agradável sabor dos alimentos caseiros tradicionais.

Medicina Crenoterapêutica (Crenoterápica)

 

   Os estudos dos médicos hidrologistas de Cambuquira deixaram importantes conceitos sobre o uso das águas minerais dessa cidade como auxiliares no tratamento de algumas doenças. Outras estâncias hidrominerais também tem seus ilustres médicos hidrologistas e seus vastos conhecimentos sobre o assunto.

   Vasta bibliografia é encontrada no mundo sobre o assunto, evidenciando-se aquela produzida pelas sociedades e editoras do assunto( Presses universitaires de France;  Presse Thermale et Climatique de France; Fédération Internationale du Thermalisme et du Climatisme; Paris Medical; Stations Hydrominérales  et Climatiques; Balneares et des Stablissements Medicaux Français; Annual Repport U.S.ªE.C- NY).

   Muito haveria que escrever sobre o assunto, tanto que mesmo no Brasil há uma vasta literatura. Abaixo, as fontes de águas de Cambuquira e suas indicações clássicas  segundo a tradição dessa cidade:

Fonte Gasosa (fonte Maria):

Nefrites, gastrites, colites, colecistites, desordens intestinais. Enterite, sistema nervoso em geral, dermatoses, eczemas, pruridos e hiperemias cutâneas.

Fonte Magnesiana: 

Estimulante da função renal, uricemia, reumatismo, obesidade; litíase, colite, pielite e pielo-nefrite.

Fonte Ferruginosa:

 Anemia, caquexias,inapetência, astenia e convalescência de doenças agudas.

Fonte do Marimbeiro:

Distúrbios do aparelho digestivo, colites rebeldes, litíases e disfunções hepáticas.

    Ainda por ser estudado quanto à sua ação específica, o bicarbonato de lítio presente em algumas fontes de Cambuquira, tem a possibilidade de exercer ação antidepressiva, assim como seus similares farmacológicos. Há projetos desse estudo a serem desenvolvidos ainda nesse ano (2001).

    Sais minerais são fundamentais no combate aos radicais livres (relacionados ao estresse), na prevenção do envelhecimento e na síntese protéica dos processos de regeneração celular. As águas de Cambuquira apresentam em sua composição química; magnésio, cálcio, ferro,potássio, fósforo, cloro, alumínio,silício, manganês e lítio.Estamos estudando a relação entre a oferta desses elementos em tais águas e a ingestão diária recomendada.

    Poderíamos denominar essas fontes de Cambuquira de acordo com o efeito de suas águas. Fonte da Longevidade, Fonte da Alegria, Fonte da Juventude, Fonte da Beleza...

Poderíamos na verdade chamar a terra de planeta água. Mas nunca poderíamos nos esquecer que Jesus Cristo é a verdadeira fonte de água viva. Quem beber de sua água, jamais terá sede.

Medicina Antropológica (e Antroposofia)

 

   O estudo da maneira de viver das cidades ou mesmo comunidades, ajuda muito na determinação de fatores de risco à aquisição de doenças bem como na determinação de rotinas de vida que sejam benéficos à saúde.

   A cidade de Cambuquira favorece a introspecção e à reflexão sobre a vida, bem como a valorização do homem e da natureza. Possui ainda elementos essenciais ao controle da ansiedade e das fobias típicas das cidades de grande porte. Os ares, as águas e os lugares dessa cidade,  fazem com  que sejam exploradas as áreas mais tranqüilas da psiquê, tornando o ser mais dócil, mais leve e mais amável.

   A observação das crianças de determinados bairros vizinhos a uma fonte específica da cidade demonstra claramente a influência dessas águas minerais contendo ferro, cálcio e lítio, em associação ao clima, à liberdade e à proximidade com a natureza, no estado nutricional desses pequenos infantes, e mesmo, em seu desenvolvimento psíquico e emocional. Resta-nos um estudo antropológico e dos perfis antropométricos e psicológico dessas comunidades, realizado de maneira aprofundada e metódica, para que esta observação possa se tornar realmente uma constatação científica.

Medicina Teológica-  A cura da Alma

  “ Aquele que nos modelou

Fez do homem um perfeito ser,

E a saúde do corpo,

Da alma só depender”.

                          Charles L. Allen

   

 

      O clima introspectivo da cidade, a relação do Homem com sua riqueza natural (águas, montanhas,céu azul, céu estrelado) e com seus semelhantes através de um convívio pacífico e harmônico faz de Cambuquira a cidade ideal para que possamos refletir sobre a grandeza da criação num ato de magnânima bondade e amor de Deus. Faz-nos repensar toda nossa relação com o Pai Celeste, Uno em Cristo Jesus, para que assim possamos novamente nos unir a Ele, através de sua infinita misericórdia e perdão.

 

 

    “A palavra psiquiatria resulta da junção de dois vocábulos gregos: psyche e  iatreia- psyche-iatreia. O primeiro psyche significa basicamente, pessoa, mas é traduzido também como fôlego, alma, mente,razão,etc.O termo iatreia significa tratamento,cura, restauração, etc. Unindo as duas então temos: a cura da mente ou, como disse Davi, a restauração da alma”.

    “Na verdade, a função essencial da religião é conseguir um perfeito ajustamento entre a mente e a alma humana, e de há muito já sabemos que, como disse Santo Agostinho, “minha alma está inquieta e sempre estará, enquanto não encontrar seu repouso em ti, ó Deus”. Curar significa levar o paciente a um entrosamento correto com as leis físicas, mentais e espirituais de Deus”.

                                 (Trechos do livro “A psiquiatria de Deus” de Charles L. Allen)

__________________________________

 O Direito à Liberdade

 

   “O reconhecimento da dignidade inerente a todos os membros da família Humana e de seus direitos iguais e inalienáveis é o fundamento da liberdade, da justiça e da paz no mundo”.

   “O desprezo e o desrespeito pelos direitos do homem resultaram em atos bárbaros que ultrajaram a consciência da Humanidade e que o advento de um mundo em que os homens gozem de liberdade de palavra, de crença e da liberdade de viverem a salvo do temor e da necessidade foi proclamado como a mais alta aspiração do Homem comum”.

   “Todos os homens nascem livres e iguais em dignidade e direito. São dotados de razão e consciência e devem agir em relação uns aos outros com espírito de fraternidade”.

   “Todo Homem tem direito à vida, à liberdade e à segurança pessoal”.

   “Ninguém será mantido em escravidão ou servidão; a escravidão e o tráfico de escravos serão proibidos em todas as suas formas”.

                                              (Declaração Universal dos Direitos do Homem-1978)

   

   “Esta verdadeira e digna liberdade dos filhos de Deus que mantém alta a dignidade da pessoa humana é superior a toda violência e injúria, e sempre esteve nos mais ardentes desejos da Igreja. Foi esta que constantemente reinvidicaram os apóstolos, sancionaram nos seus escritos os apologetas, consagraram pelo próprio sangue um sem número de mártires”.

                                                                     (Papa Leão XIII)

  “A pessoa humana como tal, não só não pode ser considerada como mero objeto ou elemento passivo da vida social, mas, muito pelo contrário, deve ser tida como o sujeito, o fundamento, e o fim da mesma”.

  “A convivência entre os seres humanos só poderá, pois, ser considerada bem constituída, fecunda e conforme a dignidade humana, quando fundada sobre a verdade, como adverte o Apóstolo: Renunciai à mentira e falai a verdade cada um com seu próximo, pois somos membros uns dos outros. Isso se obterá se cada um  reconhecer devidamente tanto os próprios direitos, quanto os próprios deveres para com os demais.

   A comunidade humana será tal como acabamos de delinear, se os cidadãos, guiados pela justiça, se dedicarem ao respeito dos direitos alheios e ao cumprimento dos próprios deveres; se deixarem conduzir por um amor que sinta as necessidades alheias como próprias; fazendo os outros participantes dos próprios bens; a se tenderem todos a que haja no Orbe Terrestre uma perfeita comunhão de valores culturais e espirituais. Nem basta isso. A Sociedade Humana realiza-se na liberdade digna de cidadãos que, sendo por natureza dotados de razão, assumem a responsabilidade do próprio agir.

   É que acima de tudo, veneráveis irmãos e diletos filhos, há de considerar-se a convivência humana como realidade eminentemente espiritual: como intercomunicação de conhecimentos à luz da verdade, exercício de direitos e cumprimento de deveres, incentivo e apelo aos bens morais, gozo comum do belo em todas as suas legítimas expressões, permanente disposição de fundir em tesouro comum o que de melhor cada qual possua, anelo de assimilação pessoal de valores espirituais".

(Papa João XXIII, Pacem in Terris, 1963)

   

“Cristo é Liberdade”.

(Papa João Paulo II)

 

    A liberdade é um dos mais preciosos bens do Ser Humano. No mundo atual, devido em parte à insensibilidade de alguns e por outro lado às necessidades inerentes ao progresso das Nações, a liberdade torna-se paradoxalmente o mais precioso recurso terapêutico necessário à cura integral do Homem.

   Não há saúde física se houver escravidão do corpo e não há saúde psíquica se não houver liberdade da mente. Mas principalmente, nunca haverá saúde integral sem a liberdade da ALMA.

  Joselito Fonseca Corrêa  

·        Médico   

·        Católico-Apostólico

·        Membro das ONGS: Greenpeace e Nova Cambuquira

·        Membro da National Geographic Society-USA